O que fazer em Aveiro - Portugal

Aveiro é uma cidade situada na região centro de Portugal principalmente conhecida pela produção de sal e pela Ria de Aveiro. É uma cidade pequena e muito simpática onde ainda não se sente a pressão urbanística de outras cidades de maior dimensão.

Quem visita Aveiro, tem à sua disposição uma série de atrações e atividades muito interessantes, que podem proporcionar umas férias de grande qualidade.

No centro da cidade, poderá visitar a Sé de Aveiro, antigo convento Dominicano construído em 1423, onde poderá apreciar a frontaria em estilo Barroco, o cruzeiro de São Domingos, monumento nacional desde 1911, as várias capelas existentes, vários painéis de azulejos do século XVIII e o órgão barroco de tubos de 1754.

sé de Aveiro, Catedral

Mesmo em frente à Sé de Aveiro irá encontrar o ex-libris cultural da cidade, o Museu de Aveiro, também conhecido por Museu Santa Joana. Esta obra arquitetónica, classificada como monumento nacional, foi o convento de Jesus da Ordem Dominicana feminina onde viveu a Princesa Santa Joana, padroeira da cidade de Aveiro. Aqui está exposta uma valiosa coleção de arte sacra. Pode apreciar o túmulo de Santa Joana construído no século XVII e que demorou 11 anos a ser construído, segundo projeto do arquiteto régio João Antunes. A igreja de Jesus é uma obra magnífica e de referência mundial em talha dourada do período barroco que é de visita obrigatória. Os painéis de azulejos de 1729 são um regalo para a vista, e a conjunção do dourado com o azul simbolizam definitivamente o divino. Poderá ainda apreciar a beleza do claustro dos séculos XV e XVI que dá acesso ás salas do capítulo, refeitório, sala do lavabo e coro baixo.

A cidade de Aveiro é conhecida como a capital da arte nova em Portugal. Existe um percurso pedestre onde é possível admirar os vários edifícios de arte nova espalhados por toda a cidade. O percurso começa no museu de arte nova na praça do Rossio. A casa Major Pessoa, construída em 1909 é um dos mais bonitos exemplares de arte nova e sede do museu. A partir deste ponto é possível iniciar o percurso pedestre e admirar estas deliciosas obras arquitetónicas. No chão, em frente a cada edifício, está uma placa informativa que indica o ano de construção do mesmo.

Já no centro da cidade, no largo do Rossio, poderá saborear numa das pastelarias tradicionais, um dos doces mais típicos de Aveiro, os famosos ovos moles de Aveiro, acompanhados por um bom café, chá ou laranjada.

Ovos Moles de Aveiro

Já reconfortados pelo pequeno lanche, será tempo de experimentar um passeio numa das embarcações mais carismática e emblemática da Ria de Aveiro, o barco moliceiro. Anteriormente usados como ferramenta de trabalho para apanha do moliço, são hoje uma referência turística da cidade. O passeio decorre nos canais da ria de Aveiro que se infiltram pelas ruas e avenidas da cidade. São 4 canais que percorrem as principais artérias da cidade. A vista dentro dos canais dá uma perspetiva muito diferente e agradável, proporcionando ao viajante fazer o relacionamento da história e cultura da cidade com as suas gentes e modos de vida.

Mas Aveiro tem ainda muito mais para descobrir!

Sendo uma cidade banhada pela Ria de Aveiro, é obrigatório conhecer melhor este fenómeno natural milenar e a sua importância para o desenvolvimento desta região. A Ria de Aveiro é composta por 4 canais navegáveis e uma única ligação com o oceano. Tem 41 km de comprimento e na parte mais larga 11 km de largura. Existem 4 rios que desaguam nas suas águas, os rios Vouga, Antuã, Boco e Cáster.

Partindo da ligação com o mar, que se faz na barra de Aveiro, a Ria estende-se para norte pelo canal de Ovar, para nordeste pelo canal da Murtosa, para sudeste pelo canal de Vagos e para Sul pelo canal de Mira (ver infografia).

No canal de Ovar é possível usufruir da beleza da pequena localidade de São Jacinto e da sua Reserva Natural, as Dunas de São Jacinto, local de grande relevância para o equilíbrio do eco sistema da Ria e ponto incontornável para os amantes de observação de aves.

Seguindo para norte, no bico do Muranzel, surge o canal da Murtosa que abre para nordeste. Aí encontra-se o ponto mais largo da laguna, com cerca de 11 km de largura.

A cidade da Murtosa é o berço dos construtores de barcos da Ria e onde se encontra o maior porto de abrigo destas embarcações, o porto de abrigo da Torreira. Na praia da Torreira é ainda possível assistir ao tradicional método de pesca conhecido como Arte Xávega, e à venda de peixe na praia. A Murtosa é também a cidade das enguias, aqui pode desfrutar de uma bela caldeirada regional deste peixe, ou comprar as famosas enguias em conserva, produzidas exclusivamente na Murtosa e apreciadas em todo o mundo.

O canal de Vagos, para sudeste, é onde se encontra o histórico e mítico porto bacalhoeiro. Na cidade da Gafanha da Nazaré, cidade que contém no seu ADN a atividade piscatória, é o local de onde partem os navios para a pesca do bacalhau, a fauna maior. Aqui sente-se o peso da história, do choro das despedidas dos familiares que ficavam em terra sem os seus homens durante seis meses, em trabalho no mar, e as lágrimas de alegria ou tristeza quando os barcos regressavam a terra e o reencontro era celebrado. Seguindo o canal encontraremos em Ílhavo o belíssimo e premiado Museu Marítimo de Ílhavo. Aqui poderá testemunhar toda a história e ligação das gentes de Ílhavo ao mar e apreciar o aquário de bacalhaus vivos.

Museu Maritimo de Ilhavo

Para sul vamos descobrindo o canal de Mira. Começamos pela famosa e charmosa Costa Nova, com as suas típicas casas às riscas coloridas, antigos palheiros onde os pescadores guardavam as suas ferramentas de pesca. Tornaram-se no início do século XX casas de veraneio para a burguesia Aveirense. É hoje um local muito procurado pelos turistas de todo o mundo e provavelmente um dos mais fotografados de Portugal!

Um pouco mais a sul encontramos a Vagueira, localidade também com uma bela praia e conhecida pelas suas qualidades gastronómicas, onde sempre é possível comer um bom peixe grelhado ou caldeirada típica preparada pelos próprios pescadores.

Se pretende visitar Aveiro, espero que a leitura deste ‘post’ tenha ajudado com alguma informação útil sobre aquilo que pode fazer e visitar. Ficamos à sua espera.

Boas viagens!